sábado, 5 de maio de 2012

Eu estou no silencio do meu quarto escutando aquela maldita musica. Impressionante a capacidade que ela tem de me fazer chorar, estou com o teu nome no meu pulso, e com eternas marcas que você deixou em mim. Sim, antes que você pergunte eu estou chorando, sim, você mexe comigo e sempre irá mexer, eu te amo, e é pra sempre, essa não é a primeira noite que não durmo, porque teu nome não sai de minha cabeça, eu me lembro de todos os seus detalhes, TODOS, o teu sorriso não sai de minha cabeça, o teu olhar, tudo que é teu eu memorizo, porque eu te amo, hoje e sempre, até os meus últimos dias. Eu amo tanto você que te deixo livre, livre pra voar meu mais belo pássaro, assim você conquista a tua felicidade e você estando feliz, parte de minha dor também se vai, então voa, voa para onde você quiser, para que eu possa te ver sorrir.


                                                               (Ellen Kelvya)

quinta-feira, 1 de março de 2012

A lágrima.

E é assim, é automático, eu vejo que você gosta de alguém que não sou eu, e aquela maldita lágrima escorre do meu rosto. Não, não é uma lágrima qualquer, é uma lágrima mestiça, é uma lágrima que mistura decepção, raiva e frieza ao mesmo tempo, é nessa lágrima que se revela todos os meus sentimentos,  porque é nela que sai tudo que eu quero expressar, sem precisar fazer barulho, é eu sei que eu podia gritar, mas isso iria incomodar as pessoas, já o choro, vem em silêncio e a única coisa que incomoda, é o meu coração, mas ele já está acostumado a se quebrar, e como qualquer coisa quebrada não se reconstrói por inteiro, sempre fica marcas, marcas essas que nem o tempo é capaz de apagar.

                                                                                                 (Ellen Kelvya)

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Não, eu não sou.

Não sou o orgulho de ninguém da família, sempre fui aquela que na verdade sempre evitava a família e aqueles encontros familiares que sempre acabavam com todos vendo fotos antigas e rindo do que ninguém entendia. Não sou simpática como todas costumam ser, saem por aí distribuindo amizade, e dando a cara a bater pra um “Sai daqui garota!”, nunca fui de colocar a cara a bater e ver o que vai acontecer se eu fizer certa coisa. Por que nunca tive atitude suficiente. Eu não sou daquelas que passam despercebidas, quando falo, falo alto pra Deus e o mundo escutar, se não gostar do que ouviu, simplesmente finge que não escutou. Mando tomar no cu quem eu quiser, grito pra tudo. Falo alto demais, não é por querer, minha voz que é escandalosa demais. Não sou daquelas que são todas certinhas. “Aqui fica a minha caneta preta, do lado a vermelha, o meu lápis, depois a borracha pra não deixar com que tudo escorregue. Meu caderno fica retinho na mesa pois não quero que a minha letra saia fora da linha.” Eu na verdade jogo tudo na mesa me esparramo na cadeira e ainda reclamo por perder as coisas, grito lá do fundo mandando fulano abaixar a cabeça pra eu poder copiar, minha letra é uma onda, sobe e desce, sobe e desce. Não sou daquelas que quando alguém fala palavrão fica abismada, como: Ai meu Deus, não fala palavrão. Isso não pode, sua mãe sabe disso? Completamente ao contrário, quando vejo alguém que não fala palavrão é estranho. Sou a pessoa mais boca suja que conheço. “Não gosto de você” “Me chupa”. “Você é tão menino” “Vai dar e me esquece”. “Te odeio” “Awn, foda-se”. Sempre tenho as respostas na ponta da língua, como diz minha mãe. Sou boca afiada, não tente me cortar que eu vou te esfaquear e cuspir no teu corpo. Eu não sou daquelas que acha que rock é coisa do demônio, que acha que alargador, piercing entre outras coisas são do mesmo. Não sou daquelas que quer tudo certo e se alguém fizer errado tem que ser punido, já fiz várias coisas erradas, já vi gente fazendo coisa errada. Mas não posso falar, por que pra falar dos outros eu tenho que ser perfeita. Não sou daquelas que tem paciência com todos, explico uma vez, se não entendeu jogo de lado. E eu sou assim, imperfeita, bem longe de ser perfeita e nem procuro por isso” 


(Isabela Bastos)

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Eu esqueci

Eu esqueci que a vida é injusta, e acabei me entregando demais... Eu esqueci que as pessoas nos julgam pela aparência e acabei aparentando muito que eu sentia, sendo que o mais que eu devia fazer era fingir, (Mas fingir o que?) fingir que estou bem pra não ter que dar satisfação a seu ninguém. Eu esqueci também de ser feliz, quer dizer não que eu tenha esquecido, mas é que acabei me preocupando demais em o que os outros iriam pensar e acabei esquecendo-se do que realmente importava a mim.  Acho que agora chegou a minha hora de acordar, e perceber, que nem tudo é como a gente quer, mas o começo de tudo quem faz é você e antes que eu esqueça de mim novamente, fui ser feliz e um beijo pra os que tentam roubar minha felicidade, Eu agora esqueci de esquecer o que é importante pra mim. 

(Ellen Kelvya)

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Porque Isso?

Ei menina, porque você esta assim hein? O que te fizeram? Ah, foi aquele desgraçado do amor não foi? O infeliz só vem pra isso mesmo, pra te deixar assim triste não é? Deixa, um dia ainda vou dar um jeito nele, pra que ele não te machuque mais tá minha bebê? Eu sei que é difícil controlá-lo, mas você vai conseguir, enxuga essa lágrima, mostra o que você tem de bom, e afinal você é linda, inteligente, amorosa, alegre, e tem mais é que viver, não deixa que esse desgraçado acabe com o que tem de melhor não tá? Amo você. Ergue a cabeça, põe esse sorriso na cara, e segue afinal, você tem capacidade o suficiente pra dar a volta por cima, e não se esquece você consegue :) 


                                     (Ellen Kelvya)

sábado, 12 de novembro de 2011


Ei garota, você está triste, não é mesmo? Sei que dá muita vontade de desistir, de fugir, de nunca mais sair da cama.. Não é verdade? Olha, não desista. Tem um mundo lá fora esperando por você. Um mundo com muitas oportunidades.. Acredite, há saída! Por mais que você esteja no meio de uma crise, onde você pensa não haver mais escapatória, por mais que você saiba que amanhã será igual.. Há solução! Eu sei que tem aquele garoto que não sai da sua mente, aquele que faz você chorar todos os dias.. Sei também que ele não sabe como você é linda e maravilhosa. Sim, linda. Você é linda, maravilhosa. Não deixe que lhe digam o contrario. Se convença disso. Você tem uma beleza própria, menina. Eu quero que você saiba: pode haver esperança, pode haver fé. Há um fim para tudo isso! Mesmo que cada vez que seu coração bater, você sinta uma pontada de dor, não se entregue! Você é especial e eu sei que muitos te amam. Lembre-se de seus pais, lembre-se da sua família e de seus verdadeiros amigos. E se isso não adiantar, pense na sua vida sem essas pessoas. Imagine que você tem que se mudar pra outra cidade, onde não conheça ninguém. Pense nos amigos que você iria deixar para trás. Pense na dor que eles iriam sentir em saber que você não estaria mais ali com eles. Não estaria mais ali para rir, brincar, chorar, festejar com eles. Todos sentiriam muito a sua falta, e iriam lembrar de todos os momentos em que estiveram com você. Tente se reerguer por eles. Tente encontrar uma saída, mesmo que isso doa, e mesmo que seja difícil agora. Lute para sair dessa, de cabeça erguida! Lute contra seus medos, contra os seus demônios. Não deite para se lamentar. Não fique sentada esperando a vida passar, porque a dor não vai melhorar dessa forma, não vai! Você precisa lutar contra ela. Você é mais forte, garota.. Acredite. Você tem o poder de vencê-la. Só você pode fazer isso. Liberte-se, viva! Não há tristeza eterna, nem decepção que não passe. Mas isso, depende de você. Lute, não se desprenda da perseverança. Olhe em sua volta e veja quantas pessoas fazem de tudo para te ver feliz. Só assim você verá a luz no fim do túnel.

(Autor Desconhecido)


terça-feira, 8 de novembro de 2011

Oi, vamos conversar um pouco?

Bem, to passando por aqui de novo não pra te contar uma novidade, você sabe que toda vez que eu venho conversar contigo é pra desabafar e porque estou com um problema não é? Pois é meu amigo, aconteceu de novo, mais uma decepção no meio de um milhão que já aconteceu comigo fazer o que né? Mas sabe, eu acho que dessa vez foi diferente, a decepção foi mais profunda, eu me pergunto “O que tem de errado comigo?”, será que é esse meu estilo louco de ser que as vezes faz as pessoas se afastarem de mim? Tomara que não porque eu não vou mudar meu jeito por causa dos outros, e outra coisa se for pra ser assim, vai ser, mas se for da vontade de Deus não importa quanto tempo passe pra eu estar ao seu lado, só espero que quando você se arrependa não seja tarde demais... Bem continuando sem fugir do assunto, ele me magoou muito, mesmo ele errando o sentimento que eu sinto por ele foi capaz de me fazer eu perdoá-lo, mas mesmo assim não deu certo, e eu estou mais uma vez decepcionada com as atitudes das pessoas, grande novidade não é pra você eu vir falar que estou decepcionada (Risos), é assim obrigado meu querido Blog por aguentar todos os meus desabafos... (yn)

By: Ellen Kelvya